Como desenhar carros: O guia completo

Como Desenhar Carros do zero? O intuito desse post é que você aprenda a desenhar de forma independente, no sentido de você não precisar copiar ou olhar e representar exatamente o que está na foto. O que eu quero dizer com isso é que você consegue desenvolver um sketch a partir da sua cabeça também, assim como desenhar carros a partir de fotos sem precisar copiar. Então, vou passar técnicas para que você consiga desenvolver o sketch de um carro que já existe, e também como criar um carro do 0 a partir da sua criatividade.

Como desenhar carros do começo

Para desenvolver o sketch observei algumas fotos da Ferrari F8. O desenho possui vista ¾ frontal, isto é, a visão da metade da frente e metade da lateral. Nesse caso específico ele está mais de frente do que de lateral, visto que é um carro mais retangular.

Para começar eu dividi o que era o assoalho, coloquei o limite do carro (parte da frente e de trás) predefinindo onde ficaria o meu sketch. É muito importante delimitar esses traços, visto que servem como guia para evitar se perder na proporção.

Se você começa fazendo um pouco da frente, em seguida a parte de trás e depois a metade do carro quando você percebe o desenho ficou com uma proporção estranha. Então, sempre comece com traços bem leves e esquemáticos para que dessa forma seja definida a proporção do carro e a área que ele vai ocupar na folha.

Traços iniciais para aprender como desenhar carros

Começo o sketch com lápis de cor, da marca Derwent. Por que não caneta? Atualmente utilizo os marcadores da marca Copic e eles não funcionam muito bem com caneta esferográfica (Bic), devido à composição química da tinta da caneta e do marcador. Agora com o lápis funciona melhor, visto que não mancha.

Outra dica importante é fazer os traços iniciais bem fracos, independente se utiliza lápis, lapiseira ou caneta. Isso porque se você começa com o traço muito forte e por algum motivo ele está errado ou na posição incorreta, o desenho fica muito poluído. Sendo assim, é possível fazer um novo traço por cima do anterior, que acaba sumindo e perdendo destaque.

Como desenhar carros do começo 1 - Como desenhar carros: O guia completo

Eu não uso borracha e você deveria esquece-la também. Eu a vejo como um elemento que não agrega em nada, porque ao ficar apagando os traços sua criatividade trava. Você fica muito preocupado se o traço que acabou de fazer ficou exatamente como é na realidade ou na foto, travando o desenvolvimento do seu desenho. Foque em sua criatividade e faça o sketch com o traço bem solto para que você evolua com o tempo. Sempre falo sobre isso nos meus cursos, o traço solto e suave não deixa você se preocupar em apagar muitas vezes, surgindo assim ideias muito bacanas.

Como desenhar carros com marcadores

Com 10 minutos faço o sketch e em mais ou menos 20 minutos aplico os marcadores, que é a parte que dá um pouco mais de trabalho no acabamento.

Assim como os traços são leves no começo, com os marcadores é a mesma coisa. Utilizo primeiro cores mais claras para começar a aplicar em locais que serão mais escuros ao final. No caso, comecei com o cinza nº 4, sendo um meio termo, visto que a escala é de 0 a 10, do mais claro para o mais escuro.

Não começo direto com as cores escuras, pois caso eu utilize a utilize em um local errado ou de forma errada não é possível corrigir passando um marcador mais claro por cima. Ou seja, ele não irá sobrepor. O marcador sobrepõe tons mais claros ou ele mesmo. Portanto, se você passar o marcador cinza nº 4 mais de uma vez ele vai ficar mais escuro do que já é. Com isso, é possível realizar uma graduação somente com um tom de marcador, como no vidro da Ferrari.

Como desenhar carros com marcadores - Como desenhar carros: O guia completo

No parabrisa eu deixo uma parte branca, pois já imagino o local que terá a incidência de luz. Definindo essa questão previamente, você começa a trabalhar de forma estratégica, planejando melhor o seu sketch e delimitando onde seriam os highlights (pontos de luz) do carro.

Em seguida, utilizo um cinza mais claro para causar uma diferença de tons em partes que não estão com luz e nem com muita sombra, como nas rodas por exemplo.

Técnicas e Segredos dos Marcadores

Nesse sketch eu não utilizo o tom de vermelho que eu realmente queria, mas isso não me impediu em nenhum momento. É importante dizer isso, visto que não é necessário ter muitos tons de marcadores, sendo completamente possível trabalhar com as cores que você possui e até com tons de cinza somente.

Eu mesmo já fiz diversos sketches com tons de cinza e um tom de laranja ou azul em alguns elementos. Portanto, não desista de fazer um sketch com marcador ou aprender a técnica, porque você não tem tons diversos. Com 2, 3 ou 4 marcadores já é possível criar sketches bacanas e aprender muito com a ferramenta. Em um segundo momento, quando você tiver mais cores, seu desenho irá ficar mais rico em cores, e a técnica continuará a mesma.

Como desenhar carros 1 - Como desenhar carros: O guia completo

Assim como fiz com o cinza, passei o tom de vermelho mais de uma vez no mesmo lugar para ficar mais escuro. Além disso, como não tenho um tom mais escuro do vermelho utilizo o cinza por cima, sendo mais uma forma de se trabalhar estrategicamente com poucas cores.

Como utilizar os marcadores a seu favor?

Os marcadores possuem duas pontas, a chanfrada e a pincel. Eu prefiro a chanfrada, sendo muito raro utilizar a ponta pincel, somente em detalhes MUITO minuciosos. É preciso aprender como utilizar a ponta chanfrada a seu favor. Por exemplo, na parte da caixa de roda e do para-lama eu travo o braço e a mão, passando a ponta chanfrada exatamente como eu preciso, seguindo o efeito do wheel lip. Isso é questão de treino e horas desenhando utilizando o marcador, então não tenha medo de errar. É natural que os primeiros sketches e desenhos fiquem um pouco estranhos devido ao primeiro contato com o marcador.

Como você nunca teve contato com o marcador saiba que é um material muito diferente do que está acostumado, sendo necessário em muitos casos utilizar uma folha própria para marcador. Isso porque a folha comum suga muito a tinta e acaba manchando e borrando seu desenho. Portanto as folhas especiais além de auxiliarem no momento da aplicação também ajudam a economizar tinta.

Aprendendo a desenhar carros 1 - Como desenhar carros: O guia completo

Uma coisa importante: eu também erro. Para fazer os pontos de luz utilizei um tom que não ficou bacana, mesmo com os testes de cores no canto direito superior da folha. Para corrigir utilizei um tom de rosa para sobrepor o anterior. Isso fez com que eu corrigisse o erro sem precisar fazer um sketch do zero novamente.

Na lateral do carro é possível observar algumas partes brancas que na verdade só ficou dessa forma, pois esse marcador está acabando. Com isso eu fico tranquilo, porque os marcadores da Copic possuem refil, então não preciso investir em um novo. Aliás, a sustentabilidade uma das grandes vantagens dessa marca.

Acabamento

Nos últimos 10 minutos começo a detalhar mais o carro, aplicando ainda mais luz e sombra, como no farol e a caixa de roda.

Eu particularmente não gosto de sketches com muito contraste, então para escurecer algumas partes eu utilizo o cinza nº 7 em vez de preto. Além disso, fazer o sketch girando a folha em vez de deixá-la fixa torna seu trabalho muito mais fácil. Isso porque, a própria movimentação do braço pela nossa anatomia possui ângulos mais confortáveis do que outros.

Acabamento - Como desenhar carros: O guia completo

 Além do meu traço ser leve ele também é rápido. Se você parar seu traço no meio do caminho ele irá ficar marcado em seu desenho. Então você tem duas opções: faça o traço na lateral de uma caixa de roda a outra sem parar; ou faça o traço tirando o marcador da folha. Para essa última apoie o marcador, faça o traço e vá tirando aos poucos, utilizei essa técnica no vidro.

Detalhes

No sketch automotivo ou de apresentação de ideias não é necessário desenhar os mínimos detalhes. Você pode criar então pequenas manchinhas que remetam alguns elementos que estão dentro do farol e roda, por exemplo.

Também utilizo para finalizar a caneta Multiliner da Copic para que eu consiga dar o acabamento nos elementos, como farol e nas divisões. No entanto, é preciso tomar cuidado. Eu por exemplo não utilizo essa caneta nas linhas da porta ou do capo, porque polui o sketch. O foco é passar o shape, os volumes, a proposta, a identidade e os elementos principais do carro. Na Ferrari, os principais elementos, na minha opinião são o para-choque com a entrada de ar central, a aleta logo abaixo do farol e a entrada de ar lateral para a parte de trás do carro.

Final - Como desenhar carros: O guia completo

Por fim, para manter um ar profissional é imprescindível que seu traço seja leve e solto desde o começo até o final. Algumas pessoas ficam com o traço travado ao quererem fazer muito perfeccionista, então quanto mais rápido e leve, mais natural e mais limpo ele fica.

Para entender e aprender como desenhar carros é preciso lembrar que as técnicas serão adquiridas com o tempo, por meio de muito treino e dedicação, então de novo: não tenha medo de errar. Se quiser aprender a desenhar outros tipos de carro é só clicar aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *